O Ensino Universitário: seu cenário e seus protagonistas - Resenha
18
Ter, Jun

O Ensino Universitário: seu cenário e seus protagonistas - Resenha

E-book
TIPOGRAFIA

Olá Pessoal, hoje vamos de dica para leitura do livro  - O Ensino Universitário: seu cenário e seus protagonistas, cuja o autor é Miguel Zabalza. A seguir uma breve resenha do referido livro e boa leitura a todos.

Olá Pessoal, hoje vamos de dica para leitura do livro  - O Ensino Universitário: seu cenário e seus protagonistas, cuja o autor é Miguel Zabalza. A seguir uma breve resenha do referido livro e boa leitura a todos.

Segundo Zabalza, o principal objetivo neste livro é uma reflexão sobre a forma como ver a universidade e as suas mudanças com sua realidade e com suas diferenças sociais como a diferenças de classe, de cultura, etnia, religião e outros. Ele cita que há três pontos de referencia o primeiro fala da sua própria experiência profissional, o outro a perspectiva curricular e a qualidade da docência.

Destaca ainda que há a imagem narcisista, mas que deve haver um pouco de humor e realismo como por exemplo sair do “dever ser” para o “ser” da vida universitária.

A obra cita também que cada docente tem seu próprio ponto de vista, que quer dizer sua própria autonomia e também com a relação a falta de tempo que o professor não tem em muitas das vezes, com isso não vai poder fazer uma boa leitura com suas pesquisas, que eles precisam no seu trabalho, na universidade.

Ao mostrar que há uma mudança na universidade, quando se diz respeito com o social. Porque teremos que enfrentar novos desafios com as forças sociais que na maioria das vezes usam a força política.

Enfoca numa principal dimensão que é de “ser” e “fazer” universitário para que haja uma mudança universitária, com suas modificações, devido à virada do século, com as problemáticas que as universidades vêm passando na sociedade, que são as mudanças sociais, políticas e econômicas dos últimos tempos.

Nas atuais universidades de hoje, existe mudança no sentido de que ela esta voltada para a sociedade que o rodeia com maiores envolvimento das empresas e dos empregadores na formação acadêmica. Um sistema de gestão que se aproxima cada vez mais ao modelo das grandes empresas que exige as competências e suas habilidades com os profissionais do mercado de trabalho. Ela vem acontecendo pela globalização que esta inserida na sociedade e também com as novas tecnologias, para que tenham um grande desempenho intelectual e cultural, para uma formação mais critica e reflexiva no seu decorrer profissional.

Destaca com essas mudanças, esta existindo uma sociedade de conhecimento e também uma de competitividade porque direcionado ao aprimoramento do individuo, com isso a universidade passa a ser um bem econômico.

Zabalza cita que com a massificação a universidade esta inserida com as influencias da mídia das forças sociais, pois com isso permitia um alto grau de autonomia. Com essas influencias houve uma transformação na universidade por oportunizarem ao acervo á educação superior, com isso vai abrir caminhos para as mudanças educacionais com os seus cenários e seus protagonistas porque vai gerar chegada de grupos estudantis, sua capacidade intelectual, motivação, novos educadores, para atender as necessidades de seus educadores.

As mudanças vêm acontecendo nas universidades e na sociedade devido as propostas apolíticas que exigem uma qualidade de uma formação de alto nível, para os profissionais nas universidades para seu mercado de trabalho.

A formação continua é de mera importância, pois tem um desempenho no processo de formação porque ela é iniciada de se chegar a universidade ela começa de fora e da continuidade nos decorrer do ensino.

A formação vai fazer que o individuo seja um profissional com suas competências e habilidades para com suas atividades para o seu mercado de trabalho. Acredita que a formação seria para qualificar os profissionais no seu setor de trabalho.

Com a formação docente o autor cita que eles terão que estarem capacitados com suas metodologias, para que haja uma qualificação cientifica e pedagógica, para poder capacitar os educandos para um mercado de trabalho, que esta mais exigente hoje em dia.

Os educadores universitários devem sempre estar interligados com sues educandos. Para que haja um ensino dialogado participativo, democrático e outros.

Concluo que tanto os educadores os educandos devem sempre estar qualificados no decorrer de suas pesquisas, com os seus objetivos e os planejamentos sempre traçados, sempre numa maneira critica e reflexiva, seja qualquer área profissional.