Capes retira homenagem a Paulo Freire do nome de plataforma dedicada à formação de professores - Moodle Livre

Sidebar

07
Sáb, Dez

Capes retira homenagem a Paulo Freire do nome de plataforma dedicada à formação de professores

Notícias EAD

Órgão diz que a mudança ocorreu porque a plataforma ampliou sua abrangência.

Órgão diz que a mudança ocorreu porque a plataforma ampliou sua abrangência.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) alterou a plataforma criada para os professores buscarem cursos de aperfeiçoamento profissional e retirou a homenagem ao educador Paulo Freire do nome. Agora, a "Plataforma Freire" passa a se chamar "Plataforma da Educação Básica".

De acordo com a Capes, a mudança ocorre porque a plataforma ampliou sua abrangência e, agora, atende a outros programas que não eram contemplados na ferramenta anterior (leia a nota na íntegra abaixo).

Paulo Freire foi declarado o patrono da educação brasileira em 2012. Freire desenvolveu uma estratégia baseada nas experiências de vida das pessoas, em especial na alfabetização de adultos. Seu livro "Pedagogia do Oprimido" é o único livro brasileiro a aparecer na lista dos 100 títulos mais pedidos pelas universidades de língua inglesa consideradas pelo projeto Open Syllabus.

A metodologia de Freire vem sendo criticada por integrantes do governo Jair Bolsonaro, que atribuem a ela o baixo desempenho escolar do país em detrimento a maiores investimentos no setor e na formação continuada de professores.

A Plataforma Freire foi criada em 2009 para colocar em prática o "Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica". De acordo com o Ministério da Educação, o professor deveria indicar dentro da ferramenta qual o curso que queria fazer e a secretaria estadual ou municipal validava a inscrição e autoriza a participação no curso.

Íntegra da nota da Capes
"A Plataforma CAPES de Educação Básica foi criada, em substituição à Plataforma Freire, para ampliar sua abrangência e atender a outros programas e ações relacionados à formação de Professores, não contemplados na ferramenta anterior, como as cooperações internacionais e a modalidade de educação a distância. Assim, a nova plataforma unifica todas as iniciativas, ganha uma maior dimensão, contempla diversas funcionalidades e abre mais possibilidade na formação dos docentes brasileiros. A mudança permitirá à CAPES aprimorar a gestão da demanda e o acompanhamento da formação inicial e continuada de professores."

Alfabetização
O método Paulo Freire foi desenvolvido no início dos anos 1960 no Nordeste, onde havia um grande número de trabalhadores rurais analfabetos e sem acesso à escola, formando um grande contingente de excluídos da participação social. Com o golpe militar de 1964, Paulo Freire foi preso e exilado, e seu trabalho interrompido.

O método Paulo Freire é dividido em três etapas. Na etapa de Investigação, aluno e professor buscam, no universo vocabular do aluno e da sociedade onde ele vive, as palavras e temas centrais de sua biografia. Na segunda etapa, a de tematização, eles codificam e decodificam esses temas, buscando o seu significado social, tomando assim consciência do mundo vivido. E no final, a etapa de problematização, aluno e professor buscam superar uma primeira visão mágica por uma visão crítica do mundo, partindo para a transformação do contexto vivido.

Nascido no Recife, Freire ganhou 41 títulos de doutor honoris causa de universidades como Harvard, Cambridge e Oxford. Ele morreu em maio de 1997.

Fonte: G1 Educação