Seminário discute Educação a Distância
17
Qui, Ago

Seminário discute Educação a Distância

Seminário discute Educação a Distância
Notícias EAD
TIPOGRAFIA


O evento é promovido pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) e tem patrocínio da Unifor.


O evento é promovido pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) e tem patrocínio da Unifor.

Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte foram as cidades escolhidas para receber, hoje (12) e amanhã (13), a 13ª edição do Seminário Nacional Abed de Educação a Distância. Modalidade de ensino em crescimento em todo o País, o EaD terá seus avanços e desafios discutidos com a participação de profissionais da área e representantes de órgãos nacionais, estaduais e municipais de Educação. Dentre os principais convidados, estão a secretária executiva do Ministério da Educação (MEC), Maria Helena Guimarães Castro, e a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Maria Inês Fini.

Promovido pela Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed) e com patrocínio da Universidade de Fortaleza (Unifor), umas das 12 instituições credenciadas pelo MEC para disponibilizar cursos e disciplinas a distância no Ceará, o evento seguirá o tema "Avaliação e Educação a Distância: Possibilidades e desafios da atualidade". Serão realizadas palestras sobre assuntos como o novo marco regulatório para EaD, aprovado no ano passado; indicadores de qualidade em Educação a Distância; e os desafios da modalidade diante da modernização.

Rita Lino Tarcia, diretora administrativa da AbedED, destaca que debater avaliação dentro da EaD significa discutir não só o desempenho dos alunos, mas também das instituições que oferecem a modalidade e dos processos de aprendizagem utilizados. "É muito importante avançarmos com o compromisso da qualidade. Podemos discutir isso com base nos resultados de avaliação e pensar nela como indutora de mudanças que busquem melhorias", observa a diretora da Abed.

A professora Lana Paula Crivelaro, coordenadora do Núcleo Regional da Abed Ceará e do Núcleo de Educação a Distância da Unifor, também ressalta a necessidade de discutir o tema para quebrar tabus existentes em torno da EaD.

"As pessoas acham que EaD é fácil, que não tem critérios. Falar sobre avaliação é importante porque não se pode facilitar o processo de aprendizado", diz.

Fonte: Diário do Nordeste