Robôs podem substituir 10 mil empregos no Citi
20
Seg, Ago

Robôs podem substituir 10 mil empregos no Citi

Robôs podem substituir 10 mil empregos no Citi
Notícias EAD
TIPOGRAFIA

Para o presidente do banco, os trabalhos de operações e tecnologia são “terreno fértil para a automação”.

Para o presidente do banco, os trabalhos de operações e tecnologia são “terreno fértil para a automação”.

Os robôs podem substituir 10 mil trabalhadores humanos nos próximos cinco anos no Citi, segundo o presidente do banco, Jamie Forese. Segundo ele, as áreas mais propícias para a automação são operações e tecnologia – que correspondem a 40% da força de trabalho do banco de investimentos.

Outros grandes bancos também fizeram comentários similares. O CEO do Goldman Sachs, Richard Gnodde, disse ao Financial Times não ver razão para que a automação não continue a aumentar no banco. “Há muitas funções que a tecnologia já substituiu, e não vejo essa jornada se encerrando no futuro próximo”, disse.

Não é a primeira vez que grandes executivos de bancos falam sobre a possível redução de empregos por causa da tecnologia, lembra o Business Insider. No fim de 2017, o então CEO do Deutsche Bank, John Cryan, alertou para a questão. Ele afirmou que “um grande número” de trabalhadores da empresa possivelmente seriam substituídos por robôs e outras formas de tecnologia.

“Em nossos bancos, temos pessoas que se comportam como robôs fazendo coisas mecânicas. Amanhã, teremos robôs se comportando como pessoas”, afirmou. “Temos que encontrar novas formas de empregar as pessoas, e talvez as pessoas precisem encontrar novas formas de usar o tempo... A verdade é que não precisamos mais de tanta gente.”

Relatório do Fórum Econômico Mundial apontou que a automação irá levar a uma perda líquida de 5 milhões de empregos nas 15 maiores economias desenvolvidas e emergentes até 2020.

Fonte: Época