Alunos produzem revista para compartilhar notícias e eventos do colégio
21
Qua, Ago

Alunos produzem revista para compartilhar notícias e eventos do colégio

Alunos produzem revista para compartilhar notícias e eventos do colégio
Notícias EAD
TIPOGRAFIA

Em Belo Horizonte (MG), projeto usa ferramentas jornalísticas para incentivar a leitura, a escrita e comunicação oral e digital.

Em Belo Horizonte (MG), projeto usa ferramentas jornalísticas para incentivar a leitura, a escrita e comunicação oral e digital.

Saber lidar com as notícias reais, falsas e ardilosas tem se tornado um trabalho cada vez mais árduo para a geração Z. As publicações com conteúdos enganosos criam obstáculos enigmáticos fazendo com que o consumo em massa de mídia e a cultura social seja prejudicada. O grande desafio é saber filtrar os inúmeros conteúdos de informação com os quais temos contato todos os dias, e transformar isso em conhecimentos.

A escola está deixando de ser o único lugar de legitimação do conhecimento, tendo partida a multiplicação dos saberes difundidos por diversos canais. Atentos as essas demandas, no Colégio Nossa Senhora das Dores, situado em Belo Horizonte (MG), criamos um projeto de cunho comunicativo denominado “No Alvo – Jovens Produtores de Conteúdos”.

A iniciativa tem o objetivo de desenvolver habilidades relacionadas à leitura, escrita, comunicação oral e digital, além da capacidade de compreensão e argumentação nos mais variados contextos, e com isso otimizar a comunicação na escola, viabilizando o compartilhamento das ações realizadas pelos professores, a divulgação de eventos e a circulação de informações em geral.

O projeto abrange alunos com faixa etária de 13 aos 17 anos, que estão cursando do 9º ano do ensino fundamental 2 à 3ª série do ensino médio. Tal amplitude etária compõe um estrato demográfico conhecido como Geração Z, que é definida pelo pesquisador social Mark McCrindle (2009) como a geração que possui maior alcance em tecnologia e se tornou globalmente a mais conectada, sendo gerada e introduzida no mundo digital.

Os participantes se reúnem uma vez por semana no contraturno escolar escolar e participam de oficinas de fotografia, edição de vídeos, produção de textos jornalísticos, cobertura de eventos, criatividade, entre outras. Foi promovido também para este grupo, visitas em agências de relações públicas, marketing e publicidade, rádio, TV, estúdios de edição de vídeos e fotografia.

Após as capacitações, os alunos percorreram um caminho processual no levantamento de pautas para a produção de uma revista denominada “No Alvo News”, que engloba todos os projetos institucionais e as práticas pedagógicas de cada segmento, além dos programas específicos oferecidos pela escola, como aulas de robótica, pastoral, esportes, entre outros.

Além da produção da revista, os participantes contribuíram com seus talentos na organização de recreios culturais, na cobertura jornalística dos eventos e na redação de textos e produção de conteúdos para o blog, o site e as redes sociais do colégio.

Com a revista “No Alvo News” todos os alunos, professores e funcionários do colégio receberam um exemplar impresso, viabilizando assim o compartilhamento de notícias, a divulgação de eventos e informações em geral. A comunicação na escola tornou-se mais dinâmica e mais próxima da linguagem dos jovens.

Com a realização deste projeto, foi possível perceber que a comunicação é um processo social fundamental para o compartilhamento de ideias entre indivíduos. Nos comunicamos o tempo todo, falando, escrevendo, pelas roupas que usamos, por informações que consumimos, entre outros. Com o avanço da tecnologia, as mídias sociais também se expandiram e os usuários, que antes só consumiam conteúdos, agora assumem um papel de protagonistas, produzindo e influenciando. O projeto “No Alvo – Jovens Produtores de Conteúdos” tem impulsionado habilidades essenciais ao desenvolvimento completo como estudantes e futuros profissionais.

Fonte: Porvir