e-Learning Brasil, e as maiores empresas - Moodle Livre

Sidebar

16
Qua, Out

e-Learning Brasil, e as maiores empresas

Notícias EAD

Já é notório que várias empresas de todos tamanhos e segmentos adotaram educação a distância como ferramenta, não só de aprendizado, mas também de treinamento. É possível hoje utilizar aparelhos de web e teleconferencia para contatar pólos distantes afim de realizar reuniões, treinamentos e palestras, assim além da diminuição de custos é possível também atingir um público maior em diferentes locais do mundo, sem haver deslocamento de materiais ou pessoas.

 

 

Por conta da facilidade e da economia, empresas de diversas áreas, como saúde, setores alimentícios, farmacêuticos, bancos, etc, optam por treinar e preparar profissionais para utilizar dessas ferramentas, um bom exemplo é o Hospital A.C. Camargo que vem se preparando ja há algum tempo com essa modalidade.

 

Segue algumas empresas e seus comentários, lembrando que o mercado é muito carente de profissionais na área de e-Learning, vale a pena se especializar no setor que cresce em um bom ritmo.  

Depoimentos das Organizações: Bradesco: “Nos últimos anos a Organização Bradesco incorporou 9 Instituições exigindo grandes esforços de treinamento, tanto para conhecimento de produtos, que passarão a ser negociados pelos novos colaboradores, como de rotinas e processos. Entre 2000 e 2003 investimos R$ 2,3 mi e obtivemos uma economia de R$ 86,3 mi.

Os recursos pedagógicos contribuem para o aumento da eficiência da metodologia. Os próximos passos envolvem o lançamento de novos cursos. Quantidade de cursos disponíveis atualmente: Área Financeira: 05; Área Operacional: 12. Quantidade de cursos em desenvolvimento para lançamento em 2004: Área Comportamental: 10; Área Financeira: 03; Área Operacional: 09. Novos modelos de treinamento serão desenvolvidos através da utilização de ferramenta assíncrona nas atividades de treinamento. O envolvimento da Presidência/Diretoria foi uma premissa durante todo o projeto. Utilização de todas as mídias disponíveis: presencial, vídeo-treinamento, manuais e treinamento online, intercalando cursos online com presenciais em programas modulares”.  

Votorantim Cimentos: “Como uma poderosa ferramenta de gestão de conhecimento, replicação de processos e troca de experiências, o e-Learning tem sido fundamental para a disseminação do nosso sistema de negócios. A valorização do compartilhamento do conhecimento, a utilização da solução para difundir, capturar e criar conhecimento e o intercâmbio de experiências foram mudanças culturais obtidas com o projeto”. Valuing knowledge sharing, use of the solution to broadcast, capture and create knowledge and experiences exchange were some culture changes obtained with the project. Para este ano, a meta é elevar de 18 para 38 o número de cursos on-line”.

Grupo Martins: “O programa deve estar alinhado ao core-business, orçamento, recursos e cultura organizacional. O planejamento e definição de indicadores de desempenho permitem o acompanhamento da evolução do projeto, sua revisão e avaliação constante. “Quanto menos se gasta na concepção, mais se exige de acompanhamento. Quem desenvolve cursos a distância deve passar pela experiência de ser aluno para saber como captar a atenção e motivar o usuário, com interfaces atraentes, recursos de multimídia e simulações. Das dificuldades para a implementação do e-Learning, a mudança de cultura dos usuários é mais relevante que a definição do fornecedor da plataforma de ensino. A empresa vai dar continuidade ao calendário de liberação de cursos. O e-Learning é uma evolução e não revolução no aprendizado”.

Brasil Telecom: “Se o programa tiver sucesso, qual o valor agregado que este programa pode trazer ao negócio?” – premissa do projeto da empresa. A empresa teve aumento de receita, graças a redução do ciclo de comercialização de produtos e serviços obtidos através da agilidade e rapidez na disseminação do conhecimento. O rompimento de fronteiras dos cursos e-Learning favorece a expansão do programa. O aprendizado é facilmente retido devido ao treinamento interativo, adaptado e focado que a empresa oferece. Todas as avaliações realizadas pelos alunos receberam elevados conceitos com relação a aplicabilidade do programa de certificação em vendas”.

Petrobrás: “A educação a distância representa mais que a redução de custos, pois é muitas vezes a única alternativa para assegurar a qualidade e prontidão da força de trabalho frente aos objetivos de negócio. Uma parte imprescindível da implementação do projeto está na monitoria dos usuários. Realizamos grandes investimentos em atualização tecnológica e infra-estrutura”.

Sabesp: “O planejamento de e-Learning deve estar atrelado ao planejamento estratégico - o planejamento anual de educação a distância baseia-se nas metas estabelecidas nesse planejamento. O e-Learning é uma ferramenta complementar aos programas presenciais de educação”.

Novartis: “Os conteúdos devem estar alinhados aos negócios da empresa. Motivação é essencial para o sucesso do e-learning. Elementos como mudança cultural, plano de comunicação / gestão de mudança para implementação do e-learning e uso de estímulos como certificação para minimizar a concorrência de outras atividades devem ser considerados. É necessário o suporte executivo para o sucesso na iniciativa. Dificuldades com a infra-estrutura é um inibidor para os funcionários externos”.

Orbitall: ”Ações de educação alinhadas às estratégias corporativas e que tenham impacto direto no negócio. Foco na pedagogia, não na tecnologia, comunicação é essencial. É necessário o envolvimento da alta direção e apoio da área técnica e de sistemas. Garantir a infra-estrutura através do apoio da área técnica e de sistema é fundamental para o projeto, garantindo inclusive a capacidade dos computadores dos usuários finais”.

HSBC: “Comprovamos a aplicação do conhecimento e os resultados financeiros indo além das pesquisas de reação e das avaliações de conhecimento. Conteúdo de ser concebido com navegação evidente e com toque de humor, não devendo se limitar aos especialistas, mas incluir usuários finais do treinamento e funcionários do Help-Desk.Importância da metodologia, do mapeamento e planejamento de conteúdo e das habilidades diplomáticas. O Presidente do banco lançou um comunicado solicitando que todos os funcionários fizessem um único curso lançado em fevereiro até abril. Dos 23 mil funcionários, 16 mil fizeram o curso nesse período. É uma demonstração da importância do comprometimento da diretoria. Estaremos investindo na evolução do sistema de informações que permitam conclusões sobre aplicação de conteúdo e resultados. O portal (LMS) será customizado com facilidades de seleção de cursos por função e avaliações e testes rápidos”.

Embratel e Carrefour: “Os custos do treinamento a distância são aproximadamente 50% menores em comparação aos cursos presenciais”.

Embratel: É inútil perseguir o conteúdo perfeito. O melhor é buscar o conteúdo possível”.

Directv: “Através de temas cotidianos como futebol e F1 conquistamos a atenção do público e o treinamento foi um sucesso. Área de Treinamento está altamente valorizada como mecanismo de motivação à equipe, pois há investimento na informação e formação do funcionário / colaborador do Oiapoque ao Chuí”. Como podemos ver existe varias maneiras e situações de como lidar com Educação a Distância ou se preferir e-Learning.

*parte deste texto foi extraído do site: elearningbrasil