5 dicas para criar um curso no Moodle
17
Qui, Ago

5 dicas para criar um curso no Moodle

5 dicas para criar um curso no Moodle
Tutoriais e Dicas Moodle
TIPOGRAFIA

Há diferentes formas de colocar conteúdo no Moodle. O tipo ou tecnologia usada para formatar seu conteúdo poderá fazer uma grande diferença, mas isso não é tudo, até porque se mal empregada trará aborrecimentos ao aluno e prejuízos pedagógicos além de problemas financeiros para a instituição.

Há diferentes formas de colocar conteúdo no Moodle. O tipo ou tecnologia usada para formatar seu conteúdo poderá fazer uma grande diferença, mas isso não é tudo, até porque se mal empregada trará aborrecimentos ao aluno e prejuízos pedagógicos além de problemas financeiros para a instituição.

Desenvolver um curso requer planejamento, isso envolve desde objetivos a serem atingidos até ferramentas tecnológicas a serem utilizadas. Não importa o quanto irá investir ou o tamanho da sua organização é preciso ficar atento aos seguintes pontos ao criar um curso no Moodle:

#1: Material para o presencial não é o mesmo do online
Para alguns leitores o título deste tópico poderá parecer óbvio, mas acredite a maioria não pensa nisso. É muito mais fácil prestar consultoria para uma instituição que vai começar do zero, do que aquela que já possui o curso presencial. É comum achar que se está dando certo no presencial não há o que mudar, “Faz o site EAD e coloca esse material no ar”. Não, definitivamente não é assim! Há muito que fazer em seu material. Comece pesquisando muito sobre designer instrucional, e se possível contrate horas deste profissional.

Mas se você não tem condições de contratar, então não tem jeito “o faça você mesmo”, vai entrar em ação. Neste caso os próximos itens serão de grande ajuda.

#2: Use recursos multimídia
O Moodle possui muitas ferramentas (Atividades e Recursos), têm também muitos outros recursos que podem ser adicionados através de plug-ins ou extensões como: vídeos, podcast, games, animações, infográficos, webconferência, chat etc. Essas são tecnologias que irão apoiar os resultados da aprendizagem, pesquise sobre elas e se possível aplique em seu curso.

O uso destas ferramentas trará maior engajamento no curso por parte do aluno, também dará um conforto visual. É muito mais agradável ver um curso repleto de recursos audiovisuais do que uma página cheia de PDFs.

#3: Design do curso
O seu ambiente Moodle deve ser bem clean (limpo visualmente) e muito bem resolvido quando o assunto é navegabilidade e você poderá resolver isso instalando um template gratuito ou contratar uma empresa para fazê-lo. Já o curso merece um cuidado especial, isso porque envolve o conteúdo, e todo cuidado é pouco. Você poderá pedir a ajuda de um designer, mas acompanhe. Já vi uma agência ser repreendida simplesmente porque a imagem tinha um aluno pisando na grama “O politicamente incorreto”, ou situações que poderiam ser constrangedoras e de cunho racista, fique atento.

• Use um Vídeo de boas-vindas;
• Não use mais que dois tipos de fontes;
• Use cores modernas e brilhantes;
• Evite gifs;
• Use imagens e ícones atraentes;
• O nome de cada tópico deve ser claro e objetivo;
• Reduza a quantidade de textos, use infográficos;
• Seja conciso, o aluno tem que entender seu conteúdo em poucas linhas;
• Seja consistente, procure manter a mesma estrutura entre os tópicos até o final do curso.

#4: Engajamento e motivação
Você pode tornar o Moodle mais acessível e ajudar seus alunos a continuarem no curso. Isso pode ser mais fácil do que possa parecer:

Configure a opção de progresso do aluno – A verificação de conclusão de atividades mostra para o aluno as atividades que já foram concluídas por ele e aquelas que ainda faltam concluir. Isso dará a ele a real noção de avanço no curso.

Use as badges ou emblemas – É bem simples de usar e configurar! Poderá fazer toda a diferença. As badges são prêmios que você poderá dar ao aluno por concluir uma atividade, como, por exemplo, a imagem de uma medalha ou troféu.

Não deixe de falar com seus alunos no ambiente - Se for um curso mediado participe ativamente do fórum, dê os parabéns, estimule a troca de conhecimento, seja provocador. Se o curso não for mediado, faça pequenas alterações e inserções no ambiente, deixe mensagens otimistas e de engajamento, faça com que os alunos percebam sua existência, que há uma pessoa por traz do conteúdo.

#5: Adicione caminhos narrativos ao seu curso
Para adicionar um caminho em seu curso, o Moodle oferece Restringir acesso a tópicos, atividades e recursos. Você pode escolher os critérios que permitem ou impedem que um aluno acesse determinadas informações, como ter visto outros conteúdos primeiro, ter realizado atividades, ter atingido uma nota de corte ou restrições baseadas no tempo. As possibilidades são variadas e altamente flexíveis.

Obrigado!
Marcelo Claro

Publicado em: 30/05/2017