7 dicas que irão ajudar você a selecionar sua plataforma EAD - LMS
18
Qua, Out

7 dicas que irão ajudar você a selecionar sua plataforma EAD - LMS

Tutoriais e Dicas Moodle
TIPOGRAFIA

Chegou o momento em que você e seus colaboradores decidiram implementar EAD (Educação a Distância) na instituição, provavelmente essa foi a primeira decisão difícil a ser tomada. A partir deste momento outras decisões serão necessárias, muitas renúncias e escolhas serão feitas, dentre elas, a mais importante, a escolha do Learning Management System (sistema de gerenciamento de ensino - LMS) ou plataforma EAD a ser usado.

Chegou o momento em que você e seus colaboradores decidiram implementar EAD (Educação a Distância) na instituição, provavelmente essa foi a primeira decisão difícil a ser tomada. A partir deste momento outras decisões serão necessárias, muitas renúncias e escolhas serão feitas, dentre elas, a mais importante, a escolha do Learning Management System (sistema de gerenciamento de ensino - LMS) ou plataforma EAD a ser usado.

Basta pesquisar um pouco no Google e você verá diversas ofertas, algumas ferramentas gratuitas e muitas proprietárias (pagas).

Entre as gratuitas estão o Moodle, Chamilo, Teleduc, há muitas outras, porém essas são as mais conhecidas e usadas. Entre os pagos estão Blackboard, eFront, TOTVS.

É claro que nenhuma instituição quer gastar fortunas com um LMS, mas isso não significa que adotar uma ferramenta livre, totalmente gratuita, que seus custos serão menores, e muito menos que fazer investimento de alguns mil dólares trará a sua instituição a melhor experiência em EAD, pois esta não é uma realidade quando se vive na prática. São variáveis e decisões que seu projeto deverá contemplar, e a partir de muitas informações e pesquisas tomar a melhor decisão.

Darei 7 dicas que, eu pessoalmente, julgo importantes ao tomar essa decisão. Não afirmo que são as melhores ou as mais importantes em todas as situações, mas certamente ajudará em seu processo de escolha.

1 – Pago ou gratuito
Há outros fatores que devem ser levados em consideração para a escolha de um LMS, mas é necessário você ter em mente o quanto está disposto a investir em seu EAD. Se a verba é curta de nada vai adiantar você colocar um LMS de alto custo em seu range de escolhas, trabalhe dentro da sua margem de investimento e tire da sua “cesta de compras” algo que não poderá arcar mais adiante.

2 - Recursos
É importante que você já tenha definido qual o formato que terá seu curso, quais os recursos tecnológicos que você fará uso, se a ferramenta selecionada atenderá o cenário desejado. Imagine você investir tempo e dinheiro em seu LMS e conteúdo, e mais a frente descobrir que os dois não se complementam.
Pense..., vai usar questionários, fórum, vídeos, relatórios, certificado, o curso será em Scorm, seu curso terá mediação, o LMS possuí ferramentas de comunicação síncrona e assíncrona com os alunos?

3 – A customização é possível
Verifique se é possível customizar a plataforma, seja colocar a logomarca ou aplicar sua identidade visual, lembre-se, que você de certa forma ficará preso a ferramenta.
Imagine que sua instituição cresceu em número de cursos e alunos, e essa é hora de investir um pouco mais e de customizar, deixar a aparência mais agradável e acessível, neste ponto você descobre que a ferramenta é limitada ou que a empresa cobra fortunas para customizar, e você nada pode fazer para melhorar, certamente essa não vai ser a hora de você romper com o fornecedor por conta das limitações. Migrar para outra plataforma com alunos e cursos em andamento não é uma migração suave e sempre causará perdas. Especule, pergunte faça pesquisas sobre a ferramenta, veja quais instituições estão usando e a quanto tempo.

4 – Você está seguro, e se algo der errado?
Verifique junto a empresa a possibilidade de fazer backups da sua plataforma e cursos.
Na maioria dos casos, você não conseguirá reaproveitar seu curso em outro LMS, caso precise mudar as pressas, eu particularmente não gosto do padrão Scorm mas pode ser uma saída para resolver isso, a maioria dos LMS aceitam padrão Scorm.

5 – Extensões, integrações E plug-ins - preciso aumentar ou melhorar meus recursos e agora?
Veja a possibilidade de criar integrações, plug-ins ou desenvolver uma extensão para alguma necessidade especifica. 
Pergunte sobre a possibilidade deste desenvolvimento ser feito por um desenvolvedor contrato por você, desta forma você terá maior poder de negociação caso precisa desenvolver algo especifico, e não ficará preso (refém) da empresa, por conta dos valores cobrados.

6 – Evolução da ferramenta
Uma maneira de perceber se existe uma equipe efetiva por traz da ferramenta desenvolvida é verificar sua evolução ao longo dos anos. 
Quais novos recursos foram adicionados, o que foi melhorado, com que frequência acontecem novas atualizações, há uma periodicidade de atualizações?
É comum ter essas informações no site da empresa que desenvolveu o LMS, alias são informações importantíssimas, a partir do passado, você saberá qual será o futuro do seu LMS.
Você não vai gostar de saber que o LMS existe há 3 anos e nunca passou por atualizações, a desculpa de que a ferramenta é muito boa “não cola”, a tecnologia avança muito rápido, qualquer ferramenta tecnológica que não passa por uma atualização a cada 06 meses, certamente está com problemas.

7 – Maturidade do LMS
Muitos LMS tiveram e tem como referência de desenvolvimento o Moodle, isso porque esta é umas das ferramentas mais completas do mercado, seu lançamento foi em 20 de agosto de 2002, portanto quase 20 anos de maturação.
Não significa que para ser uma boa ferramenta, é preciso ter 20 anos de mercado, mas tende a fazer diferença, justamente pelo know-how adquirido ao longo do tempo e feedback das instituições que utilizam o ambiente.
Sou suspeito para falar de LMS, sou um profundo admirador do Moodle, e claro, sempre que posso sugiro o uso, mesmo porque me sinto bem livre para customiza-lo da forma como o cliente deseja.
Mas não acho que seja a melhor ferramenta para todas as ocasiões, sempre que atendo um cliente com necessidades especificas, procuro ser o mais imparcial possível e indico (sugiro) aquilo que julgo ser o melhor a longo prazo, acredito ser um diferencial por conhecer, desenvolver e ter trabalhado com tantas ferramentas.

Algumas ferramentas em que já tive participação, seja em desenvolvimento, administração, suporte técnico ou como professor:

* MoodleLMS opensource de uso livre e gratuito;
* Eproinfo – LMS utilizado pelo MEC (Ministério da Educação);
* Teleeduc – LMS gratuito desenvolvido pela UNICAMP;
* BrainHoney – LMS Proprietário desenvolvido pela Agilix Labs;
* Blackboard – Plataforma americana proprietária.

 Espero que meu artigo ajude e alguma forma, e tendo dúvidas deixe um comentário.

Obrigado por ler nosso blog!